16 de setembro de 2009

Long Live The King!


Hoje é dia de homenagear um dos maiores ícones do Blues, que tive o prazer de assistir quando veio ao Brasil na década de 80 para se apresentar no Hotel Nacional.  
Riley Ben King, ou simplesmente  B. B. King. Nasceu em uma plantação de algodão em 16 de Setembro de 1925 em Itta Bena, perto de Indianola no Mississippi, EUA. Seu estilo foi inspirador para muitos guitarristas de rock. Mike Bloomfield, Albert Collins, Buddy Guy, Freddie King, Jimi Hendrix, Otis Rush, Johnny Winter, Albert King, Eric Clapton, George Harrison e Jeff Beck foram apenas alguns dos que seguiram a sua técnica como modelo.

BB Teve uma infância difícil - aos 9 anos, o bluesman vivia sozinho e colhia algodão, trabalho que lhe rendia 35 centavos de dólar por dia e começou por tocar a troco de algumas moedas, na esquina da Igreja com a Second Street.

É um dos mais reconhecidos guitarristas de Blues da atualidade, e é considerado como o Rei do Blues. É bastante apreciado por seus solos, nos quais, ao contrário de muitos guitarristas, prefere usar poucas notas. Certa vez, B.B. King teria dito: "posso fazer uma nota valer por mil".

Quando foi perguntado a John Lennon sobre sua maior ambição, ele disse que era tocar guitarra como B.B. King, que era considerado o melhor guitarrista do mundo por Jimi Hendrix. Alguém discorda?

Aqui vai o primeiro grande sucesso de BB King, que chegou ao primeiro lugar nas paradas de Blues, conquistado em 1951. Senhoras e senhores, vejam Three O'Clock Blues. Uma verdadeira "aula" do rei.


Site Oficial do B.B. King 




7 comentários:

  1. jenninho, eu tie a alegria de assistir um concerto dele aqui em sampa. bj e obrigada.

    ResponderExcluir
  2. a gente assistiu a mesma temporada ...

    ResponderExcluir
  3. oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom dia
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Dri, é uma satisfação ver você por aqui. Espero que tenha gostado do Blog do Lobo e volte sempre!
    Beijos e tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  5. Requeri, até hoje lembro do show do BB King, que foi simplesmente eletrizante: a banda aqueceu a plateia e o Mestre de Cerimônia fez aquela introdução, chamando várias vezes o nome do Mestre, que já entrou botando a Lucille pra gemer. Um dos melhores shows que já vi na vida! Beijos.

    ResponderExcluir
  6. B.B. King certa vez falou sobre o jovem ( na época) Gary Moore, com quem tocou varias algumas vezes, que era melhor guitarrista que ele.Talvez, provavelmente estivesse certo. B.B. King não tinha a velocidade e virtuosismo de Gary Moore,mas com poucas pentatônicas e muita sensibilidade ele expressa a essência do blues.Quando ele toca todos se curvam a sua majestade.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pelo comentário, Fernando. BB King, do alto da sua simplicidade, é um mestre com quem todo guitarrista deve aprender.
    Um forte abraço e parabéns pelo Clube do Algodão!

    ResponderExcluir

Rock and Roll Everybody! Scubi, o Lobo do Rock agradece a sua visita! Considere a possibilidade de assinar o feed ou receber as postagens por e-mail, mas volte sempre!