29 de janeiro de 2009

Tributo "in memoriam" a David Byron, uma das grandes vozes do Rock



Tears In My Eyes
Ken Hensley


I thought no one could keep us from sharing the rest of our lives
Like a fool I believed you were true and had no disguise
There's a clear blue sky outside
And the summer is fine
But with tears in my eyes I'm
No longer pretending you're mine

It's the same weary story of a woman abusing her man
So I have to forget your though I'm not even sure if I can
There's a clear blue sky outside
And the summer is fine
But with tears in my eyes I'm
No longer pretending you're mine

It's the same ugly story of a woman abusing her man
So I have to forget your though I'm not even sure if I can
There's a clear blue sky outside
And the summer is fine
But with tears in my eyes I'm
No longer pretending you're mine


David Byron, 29 de janeiro de 1947 – 28 de fevereiro de 1985)David Byron nasceu em Essex (Grã-Bretanha) em 29 de janeiro de 1947. Excelente vocalista (cujo verdadeiro nome é David Garrick e a mãe era cantora de jazz) começou a cantar em 1965 numa banda chamada “The Stalkers”; juntamente com o guitarrista Mick Box . Nessa banda trabalharam por dois anos tocando covers em shows em clubes. Em 1967 decidiram se tornar profissionais. Os outros membros da banda acharam muito arriscado, e o grupo se separou. Depois de um tempo pensando no que fazer, Box e Byron formaram a banda Spice. Essas duas bandas foram os embriões do Uriah Heep. O Uriah Heep atingiu o topo da carreira em meados dos anos 70, começando com seu quarto álbum, "Demons and Wizards", que apresentou sua formação mais clássica: Mick Box, David Byron, Ken Hensley, Gary Thain e Lee Kerslake.
Com essa formação também foram gravados: “The Magician''s Birthday”, “Sweet Freedom”, “Worderworld”, e ainda um dos melhores álbuns ao vivo do rock: “Live ''73”. Com o tempo o Uriah Heep estava mostrando sinais de cansaço. Esse cansaço parecia afetar David Byron, de tal forma que a banda achou que estava se tornando impossível trabalhar com ele, em especial em virtude de seus problemas com o álcool.
Uriah Heep em sua formação clássica: Ken Hensley, Mick Box, Gary Thain, David Byron e Lee KerslakeApós alguns incidentes em estúdio e um último disco com Byron (“High And Mighty”), a banda optou pela saída do vocalista como forma de garantir sua continuidade. Uma decisão difícil e arriscada, mas que tinha que ser tomada. Byron saiu da banda em julho de 1976, após um concerto na Espanha. Para muitos fãs, era o fim de uma era.
Em sua nova carreira solo Byron gravou 4 álbuns: Take No Prisoners (1975), Rough Diamond (1977), Baby Faced Killer (1978) e On the Rocks (1981). Em 28 de fevereiro de 1985; David Byron, vocalista-fundador do Uriah Heep, morre de ataque cardíaco aos 38 anos de idade.
Fonte: Lágrima Psicodélica
Mais Informações: http://www.geocities.com/deepheep/byr_rei.htm
Uriah Heep Official site

4 comentários:

  1. Ele era muito bom mesmo, Roberto. Valeu, amigo!

    ResponderExcluir
  2. MARCELO METAL3:25 PM

    UNS DOS MELHORES VOCAIS JA VISTO E OUVIDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. acompanho Uriah Heep há mto tempo, foi a banda que me fez conhecer o ROCK, com o lp Wonderworld, depois fui sendo apresentado aos outros discos. Agora estou atrás dos discos solos. Byron e Hensley, exceleeeeenteeeeeeessssss músicos, pena que um já se foi, mas Hensley continua firme e forte, esse último 'BLOOD IN THE HIGHWAY' É FODÁSTICO.

    ResponderExcluir

Rock and Roll Everybody! Scubi, o Lobo do Rock agradece a sua visita! Considere a possibilidade de assinar o feed ou receber as postagens por e-mail, mas volte sempre!