25 de outubro de 2008

Leadbelly: Um modelo de Cantor Folk e Bluesman



Neste filme raro, gravado em 1945, Leadbelly interpreta 3 músicas. É o único filme que se conhece dele e inclui as canções "Pick a Bale of Cotton", "The Grey Goose" e "Take this Hammer", após uma introdução instrumental de "Where did you sleep last night?".

Um pouco da história
Leadbetter nasceu em 15 de janeiro de 1888 na Plantação Jeter, perto de Mooringsport, Louisiana e começou a se interesaar por música aos 5 anos de idade quando ganhou um acordeão do seu tio. Quando jovem, Leadbetter era forte e podia carregar grande quantidade de algodão, o que lhe daria uma condição vantajosa anos depois, quando esteve preso. Ele descobriu o violão em 1903 e, com sua dança e voz logo estava tocando em festinhas na sua localidade. Um ano depois já lotava os bailes do Baixo St. Paul, uma famosa área de Shreveport, em Louisiana.

Leadbetter tinha acesso a uma variedade de músicas na Rua Fannin, onde havia diversos bares, bordéis e salas de dança. Até 1908 ele andou por Louisiana escutando Jelly Roll Morton em New Orleans, antes de chegar em Dallas, Texas, quando pegou uma doença grave e precisou voltar para a casa dos pais em Louisiana. Dois anos depois, estava de volta a Dallas, desta vez com um violão de 12 cordas. Adotou o nome artístico de Leadbelly e começou a tocar com Blind Lemon Jefferson, que viria a ser o blueseiro mais bem sucedido da época. Esta parceria que durou cerca de cinco anos expôs Leadbelly a uma infinidade de blues que ele viria a incorporar a seu repertório. Com sua guitarra de 12 cordas que combinava com sua voz clara e alta ele conseguia se fazer ouvir apesar do barulho das casas noturnas.

Leadbelly, uma voz forte e uma vida agitada, é um exemplo de folk e bluesmanO cantor começou a ter sérios problemas com a lei a partir de 1915. No ano seguinte já era procurado e, durante um tempo, usou o nome de Walter Boyd Ledbelly. Em dezembro de 1917, quando fugia de uma perseguição da Polícia, matou Will Stratford. Ele foi rapidamente preso, julgado e condenado A cumprir pena no Presídio Estadual Shaw, em Hunstville, Texas, onde passou a maior parte dos sete anos seguintes e se tornou uma lenda pela sua força de trabalho e pela voz poderosa. Em janeiro de 1924 teve a oportunidade de cantar uma balada para o governador Pat Neff, na qual pedia perdão, que lhe foi concedido um no depois. Quando foi libertado, escutou os discos da cantora Bessie Smith, do amigo Blind Lemon Jefferson e de Big Bill Broonzy e logo incorporou as músicas ao seu repertório e disse que eram dele. De 1925 a 1930 Leadbelly viveu em Shreveport e Houston mas, ao contrário de Blind Lemon, da Memphis Jug Band e de Jim Jackson que haviam gravado sucessos, Leadbelly não fez gravações comerciais.

Leadbelly voltou a ser preso em 1930, por tentativa de homicídio e foi mandado pra a penitenciária estadual de Luisianna, a famosa Angola Prison, onde tocava seu violão aos domingos e nas horas de folga e ganhava popularidade entre os presos, e os guardas. Quando o pesquisador de folclore John Lomax e seu filho Adam passaram lá, procurando “músicas negras de trabalho” para a Biblioteca do Congresso foram apresentados a Leadbelly, que os impressionou com seus talentos. Um ano depois os Lomax voltaram para gravar novamente com ele, alguns meses antes de receber a liberdade condicional. Leadbelly passou a acompanhar os Lomax em suas visitas a outras prisões do Sul, ajudando com os equipamentos e mostrando aos presos que tipo de música os pesquisadores buscavam e logo virou sensação nos concertos em sociedades lingísticas, clubes e faculdades. Fez suas primeiras gravações comerciais em 1935 para o selo ARC, em Nova Iorque e tornou-se um símbolo do movimento folk que emergia nos final dos anos 30 e durante a próxima década.

Leadbelly morreu no dia 6 de dezembro de 1949 e foi enterrado no cemitério da Igreja Batista de Shiloh.

Um comentário:

  1. Andréia Sanches1:35 PM

    Devo confessar que sou uma apreciadora bem recentinha do blues! Mas é daqueles fenômenos em que apetece conhecer tudo ao mesmo tempo. Esse Leadbelly foi um dos artistas que primeiro me interessou, justamente por aquilo que você refere. Ele foi simultaneamente um exímio cantor folk e um distinto bluesman. É curioso esbarrar em seu post no mesmo dia em que encontrei um trabalho sobre a vida dos bluesmen. É curiosa a abordagem do texto, olha só:
    http://cotonete.clix.pt/quiosque/especiais/blues/index.asp

    ResponderExcluir

Rock and Roll Everybody! Scubi, o Lobo do Rock agradece a sua visita! Considere a possibilidade de assinar o feed ou receber as postagens por e-mail, mas volte sempre!